Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras

Conectividade móvel ganha nova relevância durante a pandemia#

« Mais recenteCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:operadoras, gorman, disse, locais, tráfego, redes e estão433 palavras4 min. para ler
Algumas operadoras de telefonia móvel estão fornecendo dados adicionais e transmitindo informações das autoridades nacionais de saúde. Eles também estão aprimorando suas redes para acomodar o aumento no tráfego da Internet, que passou dos locais de trabalho para as residências, juntamente com os padrões de consumo de conteúdo, contou Gorman. 
 
"Todo mundo fala em assistir à Netflix agora, mas algumas pessoas também estão experimentando sua primeira vídeochamada comercial nas últimas duas semanas. Pessoalmente, estando em Bali com uma conexão de fibra de 50 Mbps, muitas vezes preciso voltar a usar dispositivos móveis porque a latência não suporta uma vídeo-chamada decente?, disse ele.  
Isso destacou as diferenças entre as operadoras na previsão do tráfego de rede. "Temos um paradigma de perfil de tráfego do setor em que o tráfego cresce em múltiplos a cada ano, portanto as operadoras de rede geralmente têm algum tipo de capacidade de encaminhamento", contou. 
 Normalizando as exceções 
 
Gorman lembra que em países como Cingapura esse limite já faz parte da realidade do local, mas em outros países não, e as velocidades de conexão de algumas operadoras foram afetadas desde que os bloqueios entraram em vigor. 
 
As operadoras de telefonia móvel também estão lidando com o impacto do coronavírus em sua força de trabalho. Gorman disse que aqueles que contam com trabalhadores estrangeiros na fronteira tiveram que garantir recursos adicionais para apoiar suas operações, enquanto outros foram incapazes de enviar técnicos ao terreno para gerenciar suas redes. 
 
Em alguns países da Ásia-Pacífico, Gorman afirma que esses técnicos não são considerados trabalhadores essenciais, embora as redes móveis sejam reconhecidas como essenciais no apoio aos esforços para conter o surto. "Isso criou algumas dificuldades, porque não é permitido que as pessoas viajem para os locais para mantê-los", disse ele. 
 
Além desses desafios, há um atraso de três meses pelo organismo de padrões 3GPP na finalização das versões 16 e 17 do padrão 5G autônomo, diz a Computer Weekly. Gorman disse ainda que o atraso terá menos impacto nos lançamentos da rede 5G do que os problemas operacionais que afetam as operadoras móveis no momento. 
 
"O principal atraso virá das medidas de distanciamento social ou controle de movimento que limitarão sua capacidade de construir novos locais", disse ele. "Portanto, esperamos ver um impacto de curto prazo que pode se tornar um número menor de locais no lançamento [...] mas não vemos atrasos significativos neles". 
 
Ainda assim, Gorman reconheceu que em mercados como Cingapura que obrigaram as operadoras a implantar redes 5G independentes, podem ser esperados atrasos muito significativos se os padrões forem muito longe. 

Controle sua privacidade:

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out